Feito já há algumas décadas, numa altura em que era comum as coletividades terem o seu hino, os Montanheiros também fizeram questão de possuir o seu, que se faz ouvir todos os anos por altura do seu aniversário.

Unidos e Corajosos
Olhamos a Natureza
Pr’a desvendar, curiosos
Sua tamanha beleza!

Pelas entranhas da Terra
Andamos dia após dia
Pisando o vale e a Serra
Com ardor e galhardia!

Avante Montanheiros
Num gesto de civismo
Nós fomos os primeiros
A descer ao abismo.
As grutas e algares,
Cavernas, galerias,
Que até nossos olhares
Lhe chamam romarias

Onde jamais penetrou
A luz do Sol tão brilhante
O Montanheiro entrou
E regressou triunfante!

Nossa missão é honrosa
Nossa gente aventureira
P’ra tornar mais valorosa
A linda ilha Terceira!

Avante Montanheiros.
Num gesto de civismo
Nós fomos os primeiros
A descer ao abismo.
As grutas e algares,
Cavernas, galerias,
Que até nossos olhares
Lhe chamam romarias

Letra e Música de ANTÓNIO MENDES 1971

Facebook

Notícias

Terceira WORKSHOP SOBRE O PROCESSO DE ORDENAMENTO DO ESPAÇO MARÍTIMO DOS AÇORES (OEMA) Sexta, 12 de Abril de 2019

O Governo Regional dos Açores promoveu o pr

Mais Notícias