Notícias

INICIO À OBSERVAÇÃO DE AVES EM S.JORGE

Segunda, 01 de Outubro de 2018

Nos dias 29 e 30 de setembro cinco elementos do Clube Observação de Aves do Faial (COAF) deslocou-se à ilha de São Jorge, tendo solicitado o apoio do Núcleo dos Montanheiros desta ilha, para uma apresentação com o tema "Início à Observação de Aves", tendo como objetivo a sensibilização dos participantes para a observação de aves e a possível criação de um grupo de observadores na ilha de S. Jorge.

No dia 29 de setembro os cinco elementos do Clube Observação de Aves do Faial e três elementos do Núcleo dos Montanheiros de S. Jorge encontraram- se às 9H30 na serra, seguindo para a Fajã dos Cubres, onde dedicaram a manhã à observação de aves na lagoa da fajã e na costa. Aí observaram-se 23 espécies diferentes de aves, entre aves marinhas, aquáticas e terrestres, sendo algumas delas raras nas nossas ilhas, como por exemplo um maçarico-grande-de-perna-amarela e duas ibis pretas. As espécies avistadas nesta fajã foram as seguintes: pato doméstico, pombo-da-rocha, pombo-torcaz, galeirão-comum, maçarico-galego, maçarico-grande-de-perna amarela, gaivotas-de-patas-amarelas, rola-do-mar, narceja, cagarros, garajau-comum, garça-moura-europeia, garça-pequena-europeia, milhafre, estrelinha-de-poupa, toutinegra-de-barrete, pisco-de-peito-ruivo, melro, estorninho-malhado, alvéola-cinzenta, tentilhão, canário-da-terra e pardais, sendo este lugar considerado o melhor da ilha para a observação de aves pela diversidade que é possível ali encontrar.

Depois do almoço o grupo seguiu para a fajã da Ribeira da Areia e serra, onde percorreram vários charcos na esperança de encontrar alguma ave diferente, mas tal não aconteceu, talvez devido ao forte vento Norte que se fazia sentir nas zonas altas da ilha. Concluiram-se as observações no Porto das Manadas com o avistamento de uma garça-branca e um maçarico-galego.

Às 20H30, na Casa do Povo das Manadas, onde o Núcleo dos Montanheiros de S. Jorge tem a sua sede, teve lugar uma comunicação aberta ao público, com o tema "Introdução à Observação de Aves", proferida por um dos membros do Clube Observação de Aves do Faial, André Vieira, observador desde 1990, fundador do COAF, editor regional para os Açores da plataforma ebird desde 2016 e co-editor do site Aves dos Açores desde 2017. Esta comunicação contou com a presença de 17 pessoas que se mostraram paticipativas e interessadas no tema, resultando daí a criação de um grupo de observadores de aves para a ilha de S. Jorge, o qual se encontra recetivo a participação de novos elementos.

Para o dia 30 de setembro estava planeada uma saída costeira por mar para observação de aves no mar e no ilhéu do Topo. No entanto, o mau estado do mar, associado ao forte vendo Norte que se fazia sentir no Topo e um pouco por toda a ilha, e ainda a falta de inscrições para esta atividade, levaram a que fosse cancelada, sendo as observações realizadas por terra, desta vez na costa Sul da ilha. A atividade teve início às 9H30 no Cais da Calheta, seguindo-se para a ponta do Topo, onde se dedicou algum tempo à observação do ilhéu, com binóculo, na tentativa de identificar as aves lá se encontravam. Dada a grande distância a que estávamos, apenas se conseguiram ver gaivotas-de-patas-amarelas. Em seguida o grupo foi ao porto do Topo, Fajã de S. João, Fajã dos Vimes, Porto das Manadas (onde ainda se encontrava o maçarico-galego e uma garça-branca), porto dos Terreiros, porto da Queimada, piscinas naturais das Velas (Poça dos Frades e Preguiça), Baía Cândido Madureira e Cais das Velas, onde se observou uma garça-real, dando-se por encerrada a atividade por volta das 17H00.

Fique a par desta atividade clicando em GALERIA - NÚCLEOS - NÚCLEO DE S. JORGE.

Facebook

Notícias

Terceira ABERTURAS SEMANAIS DO ALGAR DO CARVÃO E GRUTA DO NATAL A PARTIR DO DIA 16 OUTUBRO Terça, 16 de Outubro de 2018

A Direção da Associaçã

Mais Notícias