Cronologia 1980-1989

1893-1969 1970-1979 1980-1989 1990-1999 2000-2009 2010-2019

1980

Janeiro 1 – Sismo de magnitude 7,1 na escala de Richter abalou as ilhas Terceira e São Jorge com uma intensidade de IX e VIII na escala de Mercalli, com a duração de 11 segundos. Foram registadas 71 vítimas mortais, 51 na Terceira e 20 em São Jorge e mais de 400 feridos. Grande parte do parque habitacional da ilha Terceira ficou destruído. A sede dos Montanheiros que na altura era na Rua de São João nº108 2ºandar ficou completamente arruinada. Até Dezembro de 1986 as assembleias e reuniões realizavam-se na Av. Ten-Cor. José Agostinho.

Abril 1 – O vulcanólogo William Halliday esteve na ilha Terceira, acompanhado da esposa, e a convite dos Montanheiros. Visitou várias grutas na ilha Terceira e preparou um trabalho que apresentou num simpósio em Trieste, Itália.

Rua da Rocha após o sismo de 1 Jan 1980.

Sede dos Montanheiros após o sismo de 1 Jan 1980.

1981

Fevereiro 1 – Os Montanheiros promoveram uma caminhada com caracter turístico e científico ao maciço do Pico Alto, com a finalidade de mostrar a magnífica panorâmica que daí se consegue vislumbrar.

Agosto 23 – Visita de estudo à “Gruta da Brisa Azul” aberto ao público em geral.

1982

Julho 16 – A PSP de Angra do Heroísmo capturou e enviou a tribunal 3 militares norte-americanos, com idades entre os 20 e 23, que entraram no Algar do Carvão usando uma chave falsa, e que tinham já destruído 3 estalactites e uma estalagmite. Foram avistados por trabalhadores na área que os denunciaram sendo capturados pela polícia em flagrante ainda dentro do Algar. O Juiz da Comarca deliberou entregar os 3 militares às autoridades americanas, dando-lhes um prazo de 5 dias para pagar a quantia estipulada por um geólogo pelo prejuízo causado.

Dezembro 23 – Assembleia-geral dos Montanheiros aprovou a aquisição do prédio, sito na Rua da Rocha 6 e 8, para instalação da futura Sede social.

1983

Março 14 – Montanheiros expõem a várias entidades públicas o problema das extrações ilegais de bagacina no Pico do Carvão.

Abril 24 – Passeio organizado conjuntamente com a ACM, subindo à Serra do Morião e passando para a Serra da Ribeirinha.

Maio 30 – Neste dia saiu a declaração de Utilidade Publica pelo Governo Regional aos Montanheiros no Jornal Oficial, resolução 58/83.

Julho 15 – Montanheiros escrevem a várias entidades a solicitar, que têm de ser tomadas medidas cautelares urgentes, a fim de se acabar com a exploração de bagacina na encosta poente do Pico do Carvão, ilha Terceira

Dezembro 25 – Missa na Gruta do Natal, pelas 12:00 horas, celebrada pelo Sr. D Aurélio Granada Escudeiro, na presença do Ministro da República General Conceição e Silva. No final da cerimónia litúrgica foi batizada uma criança de nome Luís Miguel, filho do Montanheiro José Manuel Oliveira e de Idalina de Fátima da Purificação da Costa Oliveira. A todos os convidados foi oferecido um cozido convencionado nas Furnas do Enxofre. Durante o dia visitaram a gruta mais de 400 pessoas.

1984

Janeiro 1 – Integrado nas comemorações do 20º Aniversário dos Montanheiros inaugurou-se um monumento a perpetuar a memórias das vítimas do sismo de 1980, construído pelos Montanheiros e colocado no gaveto do Cruzeiro, no cimo da Ladeira de São Francisco. A placa foi descerrada pelo Presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo Prof. Leopoldino Tavares. Contém a seguinte inscrição: “Sismo de 1.1.80 / 15h42 grau VII VIII Mercalli / Duração de 11 segundos / Homenagem aos que pereceram / Gratidão a quantos no mundo, estiveram connosco”.

Placa em honra da Associação Os Montanheiros, Ladeira S. Francisco, 1 Jan 1984

1985

Dezembro 1 – Neste dia a integrada nas comemorações do 22º Aniversário, foi lançada a primeira pedra da futura sede dos Montanheiros na Rua da Rocha 6/8. Estiveram presentes o Secretário Regional da Educação e Cultura Dr. António Mendes, o Monsenhor José em Lima, em representação do Sr. Bispo, o presidente da Câmara Municipal de Angra Prof. Leopoldino Tavares e outras entidades públicas. Houve ainda a saudação das filarmónicas Fanfarra Operária e da Recreio dos Artistas.

Local da Sede dos Montanheiros, Lançamento da 1ª Pedra, 1 Dez 1985.

1986

Dezembro 1 – Foi neste dia inaugurada a nova Sede dos Montanheiros na Rua da Rocha 6/8. Este acontecimento foi integrado nas comemorações do 23º aniversário da associação. Pelas 21 horas e com a presença do Presidente do Governo Regional, Dr. Mota Amaral e o Sr. Bispo D. Aurélio Granada Escudeiro, inaugurou-se e benzeu-se as instalações, que ainda muito desprovidas de mobiliário e equipamento. Foi montado uma exposição provisória de algumas amostras geológicas no local onde se haveria de instalar o Museu Vulcanoespeleológico Machado Fagundes alguns anos mais tarde.

Inauguração da Sede dos Montanheiros, Museu provisório, 1 Dez 1986.

1987

Março 4 – Os Montanheiros pedem aos Bombeiros de Angra, a cedência de um gerador para efetuar a iluminação do interior do Algar do Carvão, no dia 22 de Março, para uma visita de pessoas interessadas em ver a lagoa cheia de água, que estava a um nível recorde de 27 metros.

Março 8 – Primeira exploração da Gruta do Chocolate nos Biscoitos.

julho 21 – Publicação em Diário da República do Decreto Legislativo Regional nº.13/87/A, que cria a Reserva Natural Geológica do Algar do Carvão.

setembro 21 – Deu-se início aos trabalhos de construção dos acessos ao interior do Algar do Carvão.

dezembro 25 – Missa de Natal, pelas 12:00, no Algar do Carvão, com a presença de D. Aurélio Granada Escudeiro. O Algar manteve-se aberto ao público entre as 11:30 até às 14:00. Foi a primeira eucaristia realizada nesta gruta.

1988

Abril 8 – Devido à fraca iluminação na Furna do Enxofre, na ilha Graciosa, os Montanheiros solicitam à Câmara Municipal de Santa Cruz, transporte, equipamento e alojamento de uma equipa de 5 elementos que pretendem renovar a iluminação. O Governo Regional visitou a mesma Furna do Enxofre alguns dias depois.

Abril 12 – Os Montanheiros fazem a sua inscrição na Federação Portuguesa de Espeleologia.

Maio 23 – Neste dia começou o programa de caminhadas dos Montanheiros, em colaboração com a DRAC, com o nome de “Naturalmente Natureza 88”. Esta primeira caminhada foi entre o Pico Alto e o Pico do Boi. Foi este o primeiro ano em que houve uma calendarização antecipada dos passeios, assim como a sua divulgação adequada.

Junho 18 – Neste dia realizou-se a cerimónia de abertura oficial do Algar do Carvão pelas 21 horas e dos seus novos acessos e eletrificação concluída.

Julho 24 – Atuação do Coro da AMIT no Algar do Carvão, numa iniciativa do Ministro da República, destinada aos participantes no Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas.

Outubro 28/10 a 5/11 – Missão à ilha de São Jorge denominada “São Jorge 88”. Foram exploradas as Bocas do Fogo, a Gruta do Leão e a Gruta da Beira. Participaram nesta missão: Fernando Pereira, Manuel Aguiar, Luís Parreira e Marcelina Alves.

Dezembro 13 – Missão à ilha de São Jorge denominada “Montoso 88”. Visitaram a gruta do Leão, em que se efetuaram filmagens e o Algar do Montoso. Esta expedição contou com o apoio da Força Aérea Portuguesa.

1989

Maio 21/26 – Entre os dias 21 e 26 os Montanheiros deslocaram-se ao Pico. A missão com o nome de “Biospel 89” visitou diversas grutas especialmente a Gruta dos Montanheiros.

Julho 4/11 – Expedição Científica “Flores 89″ organizada pelo Departamento de Biologia da Universidade dos Açores com a participação dos Montanheiros (Manuel Aguiar Silva, Fernando Pereira e Luis Parreira).

Outubro 14 – Expedição Bioespeleológica à ilha do Faial designada por “Capelo 89”. Pela primeira vez foi efetuada a descida da Furna Ruim e exploraram-se a Gruta do Parque do Capelo e a Gruta do Cabeço do Canto.