Cronologia 1990-1999

1893-1969 1970-1979 1980-1989 1990-1999 2000-2009 2010-2019

1990

Fevereiro 11 – Realizou-se um levantamento topográfico da Gruta da Madre Deus no Porto Martins.

Março 3 – Começou neste dia a missão “Montanha-90”, expedição bioespeleológica na ilha do Pico. Fez-se o levantamento topográfico da Gruta dos Montanheiros e Gruta do Soldão ou da Malha, Visitou-se a Gruta das Torres, Gruta da Agostinha e Furna do Frei Matias. No caso da Gruta das Torres foi uma das primeiras explorações.

Maio 19/20 – Nestes dias decorreu a “Ronda dos Montanheiros”, que consistia num passeio motorizado de jeeps e motos, com um percurso dividido em três partes e tendo como base o Algar do Carvão. O objetivo não tinha natureza competitiva, mas somente dar a conhecer os locais paisagísticos da ilha Terceira e promover o convívio entre os participantes.

Maio 25/27 – Expedição “Missão São Jorge 90” que explorou várias grutas na ilha de São Jorge, em particular as Bocas de Santo Amaro, onde se fez o levantamento espeleométrico (perfil) e colocou-se armadilhas para recolhas biológicas. Também se explorou a Gruta da Beira e a Gruta do Leão. Participaram desta expedição o Fernando Pereira, Manuel Aguiar, Luís Parreira, Marcelina Alvez, Palmira Fernandes e Luís Vasconcelos.

Junho 16 – Decorreu nesses dias a expedição científica “Santa Maria 90” organizada pela Universidade dos Açores. Participaram pelos Montanheiros: Fernando Pereira, Manuel Aguiar e Paulo Borges. Visitou-se a Gruta de Santana e Furna das Pombas.

Agosto 29 – Acabou neste dia a expedição biospeleológica à ilha de S. Miguel denominada “Biospel-90″. Topografou-se a Gruta do Pico da Cruz, o Algar da Rua do Carvão, Algar do Pico Queimado, Algar da Batalha e Algar da Ribeirinha, Gruta do Esqueleto, Gruta do Enforcado, Gruta de Água de Pau, Gruta das Escadinhas, Gruta de Rabo de Peixe.

Setembro 11/15 – Missão à lha de São Jorge, com o nome de “Montoso 90”. O objetivo principal foi a exploração do Algar do Montoso, situado no Pico do Carvão, sendo também conhecido por Algar do Carvão. Foram também visitadas a Gruta da Urzelina, Gruta da Ribeira Seca, Gruta do Pombal, Gruta do Pico Maria Pires e Gruta do Pico dos Suspiros.

Dezembro 24 – Aquando dos trabalhos preparativos para a tradicional missa e presépio na gruta do Natal, num intervalo para descanso, que alguns elementos dos Montanheiros descobriram o Algar do Mistério. No entanto não desceram pelo que não perceberam que havia uma gruta associada a este algar.

1991

Janeiro 1 – Explorou-se e mediu-se neste dia o Algar do Negro e a Gruta do Mistério, nas proximidades a Lagoa do Negro. A equipa era constituída por 6 elementos. O Algar do Mistério havia sido descoberto num intervalo dos preparativos para a Missa de Natal que se realizou no dia 25 de Dezembro na Gruta do Natal.

Janeiro 5 – Início dos trabalhos de desobstrução de parte da Gruta do Chocolate, nos Biscoitos, com recolha de amostras durante as escavações. A equipa era constituída por 7 elementos.

Janeiro 12 – Reconhecimento e medição da Gruta da Achada. Neste mesmo dia localizou-se a Fenda do Biscoitinho na Serreta.

Janeiro 19 – Efetuou-se a medição da Fenda do Biscoitinho, da Fenda da Cova do Caldeirão, nas proximidades do Pico Negrão e da Fenda do Pico Gaspar.

Janeiro 20 – Medição do Algar do Pico do Gaspar e Gruta do Coelho por uma equipa de 6 elementos.

Janeiro 27 – Localizou-se neste dia um algar nos pastos de Felisberto Joaquim em São Sebastião. Também um grupo de Montanheiros se dirigiu à encosta da Serra do Morião em busca da localização da Furna do Frade. A furna encontrava-se tapada.

Fevereiro 2 – Descida e medição do Algar existente nos pastos do Sr. Felisberto Joaquim em São Sebastião.

Fevereiro 3 – Início dos trabalhos topográficos na Galeria Queimada, também conhecida por Cafua Velha. Os trabalhos também se realizaram nos dias 10, 16, 17, 27 e 28 do mesmo mês.

Fevereiro 10 – Reconhecimento, exploração e medição da Gruta de Santo António no Porto Martins.

Março 3 – Desobstrução da parte inicial da Gruta das Agulhas, na base do Pico do Refugo.

Março 6 – Neste dia efetuou-se o levantamento topográfico da Gruta das Agulhas, no Porto Judeu.

Março 10 – Efetuou-se neste dia trabalhos de desobstrução da Gruta do Coelho, próxima da Lagoa do Negro. Também se localizou neste dia o Algar do Pico das Dez em Santa Bárbara.

Março 23/24 – II Ronda “Os Montanheiros” Passeio Todo-o-Terreno. Com uma extensão aproximada de 200 km, com início no Porto de Pipas (às 12:30) e chegada ao mesmo local às 16:00 do dia seguinte. Participaram 17 Jeeps e 9 motos.

Março 25 – O Algar do Carvão é visitado pelo Duque de Edimburgo, que se deslocou à região a convite de S. Exa. o Ministro da República para os Açores. Sua Alteza o Príncipe de Inglaterra deixou a sua assinatura no Livro de Ouro de “Os Montanheiros”

Março 28 – Expedição à ilha do Pico para fazer a topografia e filmagem da Gruta das Torres. Fez-se ainda filmagens na Gruta dos Montanheiros. A expedição ficou conhecida por “Torres 91” e durou até ao dia 4 de Abril, tendo participado 7 elementos dos Montanheiros (Luís Pimentel, Fernando Pereira, José Manuel, Paulo Borges, Manuel Aguiar, Luís Vasconcelos e José Maria Botelho). Por solicitação do Pres. da Câmara Municipal da Horta, os Montanheiros deslocaram-se ao Faial para explorar uma gruta na zona da Lombega, Castelo Branco, que ficou depois conhecida por Gruta das Anelares, devido às duas estalactites lávicas de forma invulgar.

Maio 8 – Os Montanheiros participam em conjunto com a Cruz Vermelha na prestação de auxílio aquando a visita do Papa João Paulo II á ilha Terceira

Junho 6 – Expedição à ilha do Pico com o nome “Arcospel 91”. O principal objetivo foi a exploração da Gruta dos Arcos, na freguesia das Bandeiras, localizada pelo Núcleo Espeleológico daquela ilha. Explorou-se também a Furna da Igreja, algar do Tambor, Lanchão, Gruta do Tanquinho, Algar do Cabeço Bravo, Gruta do Cadete, Furna do Frei Matias, Algar do Cabeço da Negra, Gruta do Galeão, Gruta do Soldão e Furna Nova.

Junho 24/28 – Missão S.O.S. Pico Os Montanheiros Manuel Aguiar, Fernando Pereira e João Silva, a pedido da Proteção Civil, foram ao Pico colaborar na tentativa de localizar o cidadão inglês de 72 anos Hugh Wood, que ao tentar escalar a montanha do Pico em más condições atmosféricas, desapareceu.

Julho 19/21 – Expedição para procurar a Furna do João Moreno, também conhecida por Gruta do Manhengo com o nome de “Alvo Moreno 91”, em que participaram. Luís Vasconcelos, João Silva, Luís Pimentel, José Maria. Ao que se pensa foram localizadas duas bocas dessa furna, mas completamente entulhadas. Visitou-se as Galerias do Forninho, a Furna do Lavar, Furna do Beber e desceu-se à Caldeirinha de Pero Botelho.

Agosto 2/10 – Os montanheiros Fernando Pereira, Manuel Aguiar e Paulo Borges participam no 6th International Simposium on Vulcanospeleology no Havai, a convite do Prof. William Haliday. Foi apresentado um trabalho intitulado “Grutas e Algares dos Açores”.

Novembro 1 e 3 – Conclusão dos trabalhos de vedação da boca do Algar do Carvão com arame farpado, de modo a impedir as pessoas de se aproximarem demasiado do precipício.

Novembro 10 – Reconhecimento e filmagem da Gruta de santo António, no Porto Martins.

Novembro 24 – Uma equipa constituída por José Maria, Luís Vasconcelos, Fernando Pereira e Odília Teixeira, em prospeção na zona do Pau Velho, descobriram uma nova entrada junta a criptomérias, que revelaria mais tarde ser um novo troço da gruta dos Balcões.

 

1992

Janeiro 1 – Neste dia alguns elementos dos Montanheiros exploraram a Gruta da Canada do Laranjo, nos Altares.

Janeiro 19 – Reconhecimento do Algar do Funis, que segundo parece terá sido este o algar descrito por F. Fouqué no século XIX, no seu livro “Voyages Géologiques aux Açores” de 1873. Segundo o naturalista francês seria de grandes dimensões. A equipa dos Montanheiros encontrou-o obstruído, tendo sido decidido fazer a desobstrução assim que possível.

Fevereiro 22 – Missão de resgaste do jovem italiano Maurizio Beltramo, de 24 anos, membro da organização Le Patriache, que ao tentar descer a rocha no sítio do “Canto dos Doidos”, na Fajã da Serreta, escorregou e caiu a cerca de 60 metros na falésia. Aí esteve retido durante quase 10 horas, até chegar o auxílio primeiros dos Serviço de Bombeiros e depois dos Montanheiros. O membro dos Montanheiros Fernando Pereira conseguiu chegar e amarrar o jovem que chegou ao cimo são e salvo.

Março 1 – Trabalhos topográficos na Gruta das Agulhas e Gruta das Mercês.

Março 15 – Efetuaram-se trabalhos topográficos na Gruta da Branca Opala, Grutas dos Balcões e Gruta do Coelho.

Março 22 – Descida ao Algar do Canadão na Serra de Santa Bárbara.

Março 27 – Trabalhos topográficos na Gruta do Coelho próxima da Lagoa do Negro.

Abril 1 – Efetuaram-se trabalhos topográficos na Gruta da Madre Deus, no Porto Martins

Abril 25 – Programa de Caminhadas “Ilha Viva 92” “Lagoas da Serra”. Mais de 100 Participantes dos quais uma parte significativa eram membros da Cruz Vermelha a participar num exercício. Passeio em que o guia ficou acidentado e o grupo acabou às 20:15, com um atraso de 3 horas.

Maio 16 – No dia 16 decorreu na ilha do Pico uma operação simulada de busca e salvamento denominada “Montanha 92”, em que participaram a Marinha, Proteção Civil (Bombeiros, Cruz Vermelha) e os Montanheiros. Foi organizada pelo Comando Aéreo Português.

Junho 7 – Explorada pela primeira vez a Gruta da Cascata, nos Biscoitos, que havia sido descoberta uma semana antes, a 31 de Maio.

Junho 18 – Inaugurou-se a Sala-Museu Machado Fagundes, após muitos meses de árduos trabalhos e dispêndio de verbas, mas também com um apoio da Direção Regional dos Assuntos Culturais e da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo.

Outubro 21/23 – Abate de incensos existentes na boca da Furna do Enxofre na ilha Graciosa, a fim de facilitar o arejamento e escape dos gases tóxicos que se acumulavam no interior. Foi uma solicitação dos Serviços Florestais e ficou conhecida por “Missão Pittosporum”. Contou também com a colaboração da Câmara Municipal de Santa Cruz.

Outubro 25 – Deslocação ao Pico do Funil para reconhecimento ao Algar do Pico do Funil. Foram três elementos: José Maria, Fernando Pereira, Luís Vasconcelos e Odília Teixeira. Localizou-se também neste dia a Gruta de Santa Catarina.

Novembro 1 – Exploração da Gruta de Santa Catarina pelos elementos dos Montanheiros: José Maria, Fernando Pereira, Luís Vasconcelos e Odília Teixeira.

Dezembro 6 – Descoberta de buracos perto da zona do Pau Velho, que mais não eram que entradas para a Gruta dos Buracos. Foram exploradas alguns desses buracos dias mais tarde.

1993

Abril 1 – Os Montanheiros fazem uma denúncia pública nos jornais sobre o atentado ecológico ocorrido na Lagoa do Ginjal, nos Cinco Picos, na ilha Terceira. A construção e um caminho do IROA e a retirada de água por parte e lavradores levou a que a lagoa estivesse quase vazia.

Maio 21 – Montanheiros convidam o diretor do Diário Insular, da União e de várias rádios locais, a participar numa caminhada e terem a possibilidade de verem “in loco”, a deposição indiscriminada de lixo, em locais impróprios.

Junho 15 – Missão “Alvo Moreno 93” à ilha Graciosa. Participaram Aguiar Silva, José Maria, Jorge Silva e Luís Pimentel com o objetivo de encontrar a entrada para a Furna do João Moreno. Desobstrui-se o que se pensava ser uma das entradas para a gruta, junto ao Largo do Calhau Miúdo, com uma retroescavadora da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa. Explorou-se ainda a Furna do Calcinhas e visitou-se novamente a Furna da Maria Encantada, a Furna do Lavar, Furna do Beber e Furna do Moinho.

Junho 26 – Levantamento fotográfico à Furna da Rua Longa, Biscoitos.

Outubro 1/6 – Entre os dias 1 e 6 de Outubro decorreu a missão “Speleovimes 93” à ilha do Pico. Contou com a participação de oito elementos dos Montanheiros: Jorge Silva, José Bettencourt, Manuel Aguiar, Luís Vasconcelos, Luís Pimentel, José Botelho, José Ficher e João Magina. Exploraram e filmaram algumas grutas na zona oeste da ilha. No dia 4 realizou-se uma palestra no Externato Particular da Madalena sobre vulcanoespeleologia, apresentada pelo Manuel Aguiar.

Novembro 21 – Início dos trabalhos para colocação do monumento “Os Montanheiros e a Natureza” da autoria de Renato Costa e Silva, no triângulo da entrada para a estrada José Ataíde da Câmara que dá acesso ao Algar do Carvão. Este monumento foi renovado durante o ano de 2013.

1994

Janeiro 11 – Neste dia faleceu João Mendonça Silva um dos elementos mais ativos dos Montanheiros nos finais da década de 80 e princípios da década de 90. Ocupou vários cargos na Associação sendo o último de presidente da Assembleia Geral.

Abril 14 – Neste dia colocou-se o monumento “Os Montanheiros e a Natureza” da autoria de Renato Costa e Silva, no triângulo de acesso à estrada que vai para o algar do Carvão.

Abril 18 – Integrado no programa da Presidência Aberta à Terceira o Algar do Carvão foi alvo de uma visita pelo Presidente da República Dr. Mário Soares acompanhado pelo Dr. Mota Amaral, havendo aí também uma exibição do grupo de folclore “Os Bravos” e uma exposição fotográfica sobre o património natural.

Junho 1 – Missão espeleológica “Bocas do Fogo 94” à ilha do Pico. Exploraram-se as três mais profundas “bocas” na Lomba do Fogo e ainda a Gruta do Cabeço da Negra, Gruta do Sumidouro, Gruta das Laranjeiras, Algar do Alto do Morais, Furna do Manuel José de Lima, Furna dos Vimes, Gruta do Capitão-Mor, Gruta dos Castelhanos (apenas a entrada) e na ilha do Faial a Gruta do Cabeço do Canto. Participaram oito elementos: Luis Pimentel, Jorge Silva, Marcelina Alves, Alfredo Moniz, Manuel Aguiar, José Botelho, Luis Vasconcelos e Fernando Pereira.

Junho 10 – No decurso das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, foi entregue aos Montanheiros a atribuição do título de Membro Honorário da Ordem de Mérito.

Setembro 23 – Um membro dos Montanheiros, em trabalho de campo na ilha do Pico, viu e denunciou uma máquina a arrotear uma pastagem junto à Furna do Frei Matias tendo tapado vários algares e entradas da Gruta do Frei Matias.

Outubro 5/11 – Decorre entre os dias 5 e 11 uma expedição denominada “PoisoSpel 94” à ilha de São Jorge. Participaram: José Maria, Jorge Silva, Luís Vasconcelos, Luís Pimentel, José Ficher, José Manuel, José Duarte, Alfredo Moniz e Marco Ficher. Visitou-se a Gruta dos Encantados, Furna do Poio (=Furna dos Tijolos), Gruta da Ribeira do Almeida, Furna da Vigia, Algar do Montoso, Furna da Preguiça, Furna das Pombas.

 

1995

Janeiro 11 – O membro dos Montanheiros Fernando Pereira (“Pardal”) deslocou-se à ilha do Pico, a pedido do Serviço Regional de Proteção Civil, a fim de descer o Algar do Cabeço Bravo para retirar umas ossadas humanas, que haviam sido descobertas por um grupo de 2 espeleólogos do “Espeleo Clube de Torres Vedras” a 4 de Janeiro. Ficou conhecida como Operação Bravo.

Janeiro 22 – No dia 22 e 29, uma equipa de vários Montanheiros deslocaram-se ao Algar dos Funis com o intuito de desobstruir o mesmo.

Agosto 26 – Três jovens terceirenses, membros dos Montanheiros, Nuno Freitas, Miguel Carvalho e Luís Paulo, protagonizam ação inédita nos Açores ao instalarem vias de escalada numa rocha próxima da Ladeira Branca, em Angra do Heroísmo. Instalaram 6 vias de escalada, sendo a primeira delas designada como Via dos Montanheiros.

Agosto 28 – Faleceu Manuel Aguiar, presidente dos Montanheiros, vítima de cancro Foi um dos elementos mais ativos do grupo praticamente desde a sua fundação. Tendo chegado à ilha Terceira em 1964, começou a frequentar os bailes que se realizavam na sede, na altura na Rua de São João e depois a participar nas atividades do grupo. Recebeu um Voto de Pesar aprovado pela Assembleia Regional dos Açores. Será sempre uma das figuras maiores dos Montanheiros.

Setembro 8/15 – Missão espeleológica denominada “EspeleoLajes 95” à ilha do Pico. Deslocaram-se 8 elementos dos Montanheiros tendo sido visitadas a Gruta do Gabriel, Algar dos Túneis, Gruta da Tia Adelaide, Gruta da Ribeira do Fundo, Furna da Sapateira, Furna das Pombas, Furna das Barbeiras, Furna das Cabras I, Furna das Cabras II, Algar dos Burros, Furna do Lemos, Furna da Baliza e Furna do Outeiro.

 

1996

Janeiro 21 – Uma equipa constituída por Fernando Pereira, Paulo Barcelos, Luís Vasconcelos, Paulo Dinis e José Maria, inicia a exploração de uma nova entrada da Gruta dos Balcões descoberta em 1991. Mediu-se mais de 500 m de gruta e descobriu-se a ligação aos Balcões através de um orifício lamacento.

Fevereiro 11 – Continuação dos trabalhos topográficos no novo troço das Gruta dos Balcões, situada nos Biscoitos.

Julho 13 – Neste dia terminou a Missão “Rocha dos Bordões 96” à ilha as Flores. A pedido da Secretaria Regional do Turismo e Ambiente, Os Montanheiros fizeram deslocar uma equipa de 7 elementos (Jorge Silva, Fernando Pereira, Luís Vasconcelos, José Duarte, Paulo Barcelos, José Maria e Sandro Silva), a fim de proceder à missão de Utilidade Pública de limpeza da Rocha dos Bordões, da vegetação que a cobriu, a fim de realçar novamente o património geológico que ali está. Tiveram apoio dos Bombeiros voluntários de Santa Cruz.

Julho 22 – Os membros da missão de geólogos dos Serviços Geológicos de Portugal, Profs. Zbyszewsky, Veiga Ferreira e Artur Medeiros, visitaram o museu dos Montanheiros manifestando a mais viva admiração pelas explorações realizadas.

Setembro 5/10 – Missão “Espeleo-Pico 96” à ilha do Pico durante os dias de 5 a 10 de Setembro. Participaram oito elementos: Jorge Silva, Fernando Pereira, Luís Vasconcelos, Paulo Barcelos, José Duarte, Sandro silva, Gerardo Pereira e José Maria. Visitaram a Gruta das Torres, Algar do Cabeço da Negra, Algar e Gruta do Canto da Serra, Gruta dos Túmulos, Gruta da Gajeira, Algar do Cabeço de Dório de Cima, Algar do Miradouro, Algar do Cabeço de Dório de Baixo, Gruta do Cão e Gruta dos Frades. A expedição contou com o apoio da Força Aérea Portuguesa que facilitou o transporte da equipa no Aviocar.

Dezembro 28/29 – Nestes dois dias decorreram trabalhos topográficos na Furna de Água e Furna do Cabrito por uma equipa de cinco elementos dos montanheiros.

1997

Março 28/29 – No dia 26 e 29 realizou-se a travessia da ilha Terceira, da Serreta à Praia da Vitória. Durou dois dias e os 36 participantes acamparam no Pico Alto. Com o nome de “Travessia Radical” esta iniciativa contou com o apoio da Cruz Vermelha.

Julho 11 – A Direção Regional dos Recursos Florestais, autoriza a cedência a título precário de uma parcela de 109m2, de terreno baldio com vista à construção de uma casa-abrigo junto à Gruta do Natal.

Julho 24 – Neste dia começou a primeira de duas expedições bioespeleológicas internacionais feitas nos Açores, financiadas pela National Geographic Society e dirigidas pelos Profs. P. Oromi e P. Ashmole, que lideram uma equipa de 5 biólogos oriundos da Universidade de La Laguna Canárias. Os Montanheiros colaboraram nos trabalhos de campo desta expedição. Fizeram-se capturas na: Gruta das Agulhas, Gruta dos Balcões e Gruta do Coelho. Numa fase posterior deslocaram-se às ilhas de São Jorge e do Pico.

Setembro 10/15 – Os Montanheiros deslocam-se ao Pico numa expedição denominada “Madalena 97”, onde foi feito a inventariação de mais de uma dezena de cavidades vulcânicas. Deslocaram-se com o apoio da Força Aérea Portuguesa.

Outubro 15 – Os Montanheiros realizam obras de ampliação no Museu Vulcanoespeleológico, estando encerrado ao público. As obras realizaram-se entre 4 de Outubro de 1997 e 20 de Fevereiro de 1998.

1998

Fevereiro 20 – Montanheiros dão a conhecer, a várias entidades a formalização das Secções de Escalada e Parapente dos Montanheiros.

Abril 22 – Os Montanheiros dão início ao projeto de construção de uma casa-abrigo sobre a entrada da Gruta do Natal.

Dezembro 1 – Foi inaugurada neste dia a casa apoio à Gruta do Natal, integrado nas comemorações do 35º aniversário dos Montanheiros. Foi celebrado uma missa no interior da gruta nesse mesmo dia. No ano seguinte a Gruta do Natal abriu pela primeira vez ao público como gruta turística, tendo sido o primeiro tubo de lava aberto ao público nos Açores.