Museu Vulcanoespeleológico

Desde o início da sua atividade que os Montanheiros mostraram uma forte ligação às questões que se prendem com a geologia, assim como um apreço muito especial pelas singulares formações e estruturas naturais que as cavidades vulcânicas encerram.

Com as primeiras expedições espeleológicas surgiram também as primeiras amostras, trazidas à luz do dia para fins científicos e, obviamente, para suscitar a curiosidade das pessoas, aliciando-as a uma causa que então estava a dar os primeiros passos.
Uma após outras as amostras tornavam-se num conjunto digno que ser exposto.

O Museu

Infelizmente as condições económicas, pouco favoráveis, limitavam em muito as pretensões desta associação ainda jovem. No entanto, de forma muito rudimentar, em cima de simples prateleiras, avançou-se com uma exposição permanente que na época chamava já algumas pessoas mais curiosas. Estávamos em finais dos anos 60.

Com o tempo, mais expedições, mais trabalhos de campo foram sendo realizados tendo-se paulatinamente conseguido recolher um vasto espólio num espaço museológico sempre adaptado para o efeito, não fosse o facto da associação nos anos 70 ainda estar em sede alugada. De quando em vez organizavam-se aberturas à população interessada, de exposições em que o material era apresentado de uma forma mais cuidada.

Na década de 80, após a aquisição das ruínas do prédio que haveria de se tornar na primeira sede própria da associação, projetou-se a reconstrução com um espaço construído para este efeito. Abandonava-se a designação de “exposição” para substitui-la por “sala-museu”. Mas também aqui o avanço era parcial: à dignificação do espaço não correspondia a adequação do equipamento, como os expositores. A este novo espaço foi atribuído o nome de museu vulcanoespeleológico “Machado Fagundes”, numa invocação à memória de um sócio a quem os Montanheiros muito ficaram a dever.

Ao longo do tempo “Os Montanheiros” vieram a enriquecer esta sua sala-museu com diversas formações, características das cavidades vulcânicas dispersas pelo arquipélago, constituindo assim o rico espólio de amostras que possui e que permite ao visitante e entendido obter um maior conhecimento da geologia destas ilhas.

Tão valioso material, como o que aqui se pode encontrar, por si só já justificaria um importante investimento no seu acondicionamento e exposição. Cientes dessa importância foi-se, ao longo dos anos, melhorando o espaço museológico, e novas exposições foram montadas, para serem observadas por ocasião das comemorações dos aniversários da associação e sempre que o pedido dos interessados coincidisse com as possibilidades dos elementos da Direção em facultar a entrada.

Durante os anos 90, procederam-se a obras de ampliação da sala-museu, bem como a diversas beneficiações do espaço e estruturas de apoio, transformando esta no que agora pretensiosamente é chamado de museu vulcanoespeleológico.

Neste espaço, onde estão representados materiais e estruturas diversas resultantes na génese vulcânica destas ilhas, é possível encontrar também a representação 3D em maqueta de 6 das 9 ilhas dos Açores, uma xiloteca, uma coleção sobre barros da Terceira, fósseis, um extenso conjunto de fotografias sobre paisagens das ilhas e a representação das áreas protegidas nos Açores.
Atualmente é visitado por muitas centenas de curiosos e interessados, nomeadamente inúmeros grupos escolares. É agora um espaço de ação didática junto dos alunos que o visitam, e que ao mesmo tempo apoia no conhecimento todos os visitantes que acorrem a estas paragens.

A primeira exposição dos Montanheiros

Nas expedições às cavidades vulcânicas, os Montanheiros foram recolhendo várias amostras geológicas, trazendo para a luz do dia o que até então era desconhecido.

A primeira exposição rudimentar começou nos finais dos anos 60 na então sede social sito na Rua de S. João e permaneceu até 1 janeiro de 1980, quando ocorreu o grande terramoto na ilha Terceira.

Nova casa com um espaço dedicado ao um futuro espaço museológico

A 1 dezembro 1986, foi inaugurada a nova sede da Associação Os Montanheiros, na Rua da Rocha,  já com um espaço reservado ao futuro museu. No inicio da década de 90, o então Museu Vulcanoespeleológico Machado Fagundes abria portas ao público e este permaneceu em funcionamento até janeiro de 2012, altura que teve inicio as obras de melhoramento da sede e do espaço museológico.

Museu Vulcanoespeleológico dos Montanheiros

O agora remodelado museu, com maior área e melhores condições de visitação, quer para pessoas com ou sem limitações, com novos expositores, iluminação e nova maqueta geomorfológica, reabriu portas a 1 dezembro 2019.

Devido ao elevado espólio, realizou-se também um inventário de todas as peças expostas e de muitas mais que se encontram em reserva.

 

  O Museu Vulcanoespeleológico ocupa o rés do chão da sede social da Associação Os Montanheiros, na Rua da Rocha nº8, na cidade de Angra do Heroísmo.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO*:

Segunda a Sexta – 13h00 às 16h00

*Encerrado aos fins de semana e feriados. Encerrado a 30 nov e 7 dez

*Devido à pandemia os dias de abertura e horários estão sujeitos a alteração

PREÇÁRIO: Gratuito

REGRAS DE VISITAÇÃO:

  • SIGA AS RECOMENDAÇÕES DA AUTORIDADE DE SAÚDE LOCAL
  • SE TIVER SINTOMAS ISOLE-SE E CONTATE A AUTORIDADE DE SAÚDE LOCAL
  • HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS À ENTRADA
  • USO OBRIGATÓRIO DE MÁSCARA INCLUSIVÉ CRIANÇAS A PARTIR DOS 10 ANOS
  • PERMITIDA A PERMANÊNCIA DE 4 VISITANTES (EXCETO FAMÍLIAS) 
  • DEVERÃO CUMPRIR COM TODA A SINALÉTICA VERTICAL E HORIZONTAL NAS INSTALAÇÕES DA ASSOCIAÇÃO OS MONTANHEIROS E MUSEU
  • RESPEITAR A ETIQUETA RESPIRATÓRIA
  • CUMPRIR COM AS DISTÂNCIAS DE SEGURANÇA (2M ENTRE VISITANTES)
  • NÃO TOCAR EM SUPERFÍCIES DENTRO DO MUSEU
  • QUALQUER INFORMAÇÃO ADICIONAL DEVERÁ DIRIGIR-SE AO BALCÃO DE ATENDIMENTO
  • SE PRETENDER DESCARTAR MÁSCARAS DEVERÁ SER EM CONTENTOR PRÓPRIO QUE ENCONTRA À SAÍDA

 

The Volcanospeleologic Museum occupies the ground floor of Montanheiros Association headquarters , at  Rocha Street 8, in Angra do Heroísmo city.

OPENING SCHEDULE*:

Mondays to Fridays – 1pm until 4pm

*Closed on weekends and holidays. Closed on Nov.30th and Dec.7th.

*The opening days and schedules are subject to changes due to the pandemic situation

ENTRANCE: Free

VISITING RULES:

  • FOLLOW THE RECOMENDATIONS OF THE LOCAL HEALTH AUTHORITY
  • IF YOU HAVE SYMPTONS ISOLLATE YOURSELF AND CONTACT THE LOCAL HEALTH AUTHORITIES
  • SANITIZE YOURS HANDS AT THE ENTRACE
  • FACE MASK IS MANDATORY AND ALSO FOR CHILDREN OVER 10 YEARS OLD
  • ONLY 4 PERSONS PERMITTED (EXCEPT FAMILIES)
  • FOLLOW THE VERTICAL AND HORIZONTAL SIGNALS IN THE MONTANHEIROS ASSOCIATION AND MUSEUM
  • FOLLOW GOOD RESPIRATORY HYGINE
  • KEEP SAFETY DISTANCES (2M BETWEEN VISITORS)
  • DON’T TOUCH SURFACES
  • ANY ADDICIONAL INFORMATION PLEASE ADDRESS TO THE SERVICE DESK
  • THE DISPOSAL OF FACE MASKS MUST BE DONE IN A SPECIFIC CONTAINER. THE CONTAINTER CAN BE FOUND ON THE WAY OUT